Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A RESPOSTA - WALKING DEAD - QUEM MORREU? (temporada 7)


Então, a resposta para a maior pergunta da tv foi nos entregue ontem. Quem morreu em Walking Dead?
O grupo que temos vindo a seguir, o nosso grupo de sobreviventes, viu-se capturado, com a garantia de um novo vilão (Negan) que um deles ia morrer.
O episódio foi filmado de maneira sublime, conseguiram esticar o suspense até metade e só aí nos mostrar quem foi, e depois a surpresa das surpresas, mais alguém morre. Sim, foram dois, não uma das personagens principais, mas duas. Embora triste, porque criamos afecto com estas pessoas que nos entram pela casa a dentro todas as semanas, mas satisfeito com a coragem da série, com o cuidado ao fãs na entrega da tal maior, horrível, resposta. Walking Dead, a meu ver, junto com Game Of Thrones, são as duas maiores séries do momento, as melhores, também se pode dizer, e só com momentos como este, que nos agarram ao sofá em arrepios, olhos colados ao ecrã, é que se elevam a um patamar superior. 

AVISO DE SPOILERS:
Então, quem morre é Abraham, que agora que oiço a opinião de outras pessoas, não foi grande surpresa. Era quem olhava Negan olhos nos olhos, era o matulão que alguém como Negan iria querer fazer um exemplo. A surpresa das surpresas foi quando Glen também foi morto. E a série não se conteve, um dos nossos personagens preferidos. Um que nos acompanhada desde a primeira temporada, a sangrar, cara desfeita, um olho fora do orifício ocular; suas ultimas palavras, enquanto todo desfeito: "eu encontro-te Maggie". Poderoso. O episódio não se ficou por aí, Negan quebrou Rick como quem faz com um animal selvagem, quase o obrigou a cortar o braço do filho - wow. Tudo isto num episódio compactado de suspense. 


0 comentários:

Enviar um comentário

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))