Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Villain Pub The Boss Battle - Opinião - Geek Azores

Então, desviando-me do cinema, quero partilhar com vocês um dos meus canais preferidos do youtube: How It should Have Ended. Desta vez servem-nos com um dos melhores vídeos que já criaram, feito, parece-me, propositadamente para mim e outros da minha espécie: fanboys do Batman.
A historia toma lugar no pub dos vilões onde o Batman faz um raide.
Nós, fãs do Batman, estamos perfeitamente cientes dos limites do personagem e como é fácil lhe apontar as lacunas que se limitam a encher com: "porque eu sou o Batman". Isso não nos impede de nos divertirmos à brava com um video destes e adorar o personagem ao mesmo tempo. Força Batman.

domingo, 20 de novembro de 2016

Fantastic Beasts and Where to Find Them - CRITICAS ONLINE - Geek Azores

O regresso ao mundo de Harry Potter
As criticas já rolam, ainda não o vi, mas já bisbilhotei como sempre. E o que andam a dizer na net é:

Positivo:

- Bem, o regresso a este mundo mágico. Este é um mundo onde nós como fãs ou meros espectadores de cinema íamos gostar de viver, ou no mínimo visitar. É cativante.

- As criaturas, as suas diferentes formas e "perssonalidades", por assim dizer, a imaginação e criatividade.

-O filme não depende dos seus predecessores para o seu sucesso. Não são necessárias referencias para se aguentar por si só.

- JK Rowling por conseguir, com aparente sucesso, fazer a transição de autora de livros para argumentista, algo que nem todos conseguem.

- Dan Fogler, num elenco que esteve bem, destaca-se de todos os outros.


Negativo:

- Pode parecer, por momentos, como dois filmes num. Por um lado quer lançar um franchise e falar sobre um assunto mais sério, por outro temos o correr atrás das criaturas que escaparam e um tom mais leve. Um trás para a frente que o torna irregular.


Em suma: parece, com o positivo, que vamos ter mais uma avalanche de filmes do mundo de Harry Potter


(fontes: Black Nerd; Chris Stuckmann; Beyond the trailer; Jeremy Janhs)

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Arrival - criticas online - Geek Azores

Finalmente, ficção cientifica que não precisa do adereço: filme de super heróis.
Estas são as criticas online que circulam por aí (um apanhado): 


O Positivo:

- Um dos melhores, se não mesmo o melhor filme de invasão de aliens; sim, é assim tão bom (segundo alguns).

- Tenta fugir à formula, dar-nos algo novo dentro do que já existe.

- Um final que nos faz pensar.


O Negativo:

- Um filme que "arde" lentamente, não é para aquele publico que gosta de acção, coisas sempre a acontecer, uma invasão em que somos nós contra eles - guerra.

Em suma: Um filme mais que bem vindo (para quem o apreciar), uma abordagem diferente.

(Fontes: Chris Stukman; Jeremy Janhs)

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Bela e o Monstro, Trailer - Geek Azores - Opinião.

Incrivelmente bonito, previsível, mas incrivelmente bonito.
Mais e mais as adaptações para acção real, moda que a Disney quer continuar, se colam aos filmes de animação. E o mal nisso? Se não está  partido, não arranjem. As imagens são tão arrebatadoras que até rendem o coração de um homem de trinta e cinco anos como eu.
Depois de Jungle Book a fasquia subiu, queremos, esperamos, o melhor da Disney - marca que é sinónimo de alegria.





terça-feira, 8 de novembro de 2016

Entrevista a fã de Walking Dead - Márcia Costa.

Numa conversa boa com a Márcia, apanho a onda de popularidade de Walking Dead e o resultado é o abaixo. Dou-vos a conhecer, neste espaço que é de outros geeks, o porquê dela, uma voz entre milhões, gostar tanto do que é uma das melhores séries da actualidade.

Quando começaste a seguir o Walking Dead? E o que faz, para ti, a série se distinguir das outras?
Foi por acaso que tropecei na sic. Estava a trabalhar e andava sempre à procura de coisas para ver quando parava. Já gosto de séries à muito. No princípio vi um episódio atrás do outro quando ia trabalhar.
Na altura não gostava de nada com Zombies porque tudo o que faziam era uma porcaria, mas eu tava a gostar daquilo. Vi a primeira temporada toda e deixou de dar na sic, fiquei: mais uma série que dão e não há continuação. O que me fez gostar do WD foi talvez uma tolice, mas normalmente no que há feito sobre Zombies é que os põem inteligentes. Não gosto. Quase são mais espertos que os humanos, e depois é aquele terror barato. Aqui é um vírus praticamente, em que os humanos tem de se proteger mas não são mais burros que os walkers. É uma série inteligente e a história envolveu-me

Se tivesses num apocalipse Zombie, o que era imprescindível: água, transporte, ou um machado?
São os três imprescindíveis, mas se tivesse que escolher, se não tivesse tempo de pensar, era o machado, ia-me sentir protegida, ou pelo menos sabia que me podia defender. Se tivesse tempo de pensar: água. Pelo caminho arranjava algo para me defender. Mas isso aí já tinha que ter jogado muitos jogos de sobrevivência primeiro.

Qual a tua personagem preferida, morta ou viva?
Essa é difícil. Até agora só não gostei da Lori. Todos acabam por evoluir de uma forma especial. Talvez o Hershel.

Muitos fãs dizem isso. Porque será (não Gostar da Lori)?
Acho que foi a forma como lidou com o Shane. Na altura pensei: fez merda e agora tá a voltar o Rick contra o seu melhor amigo. Mas já vi alguns bocadinhos de episódios antigos e não foi só isso. Vi também as coisas de outra perspectiva, achava-se uma líder por ser a mulher do Rick, parecia muito dura, mas ao fim ao cabo queria era continuar uma dona de casa. Tinha noção do perigo, mas saía e deixava o Carl à conta dos outros. Aliás, era parecido com aquele livro: “Onde está o Wally” (Carl). Eu não fazia isso, não ia querer perder os meus filhos de vista, podia nunca mais os ver. Na primeira temporada, quando tudo começou, o grupo mal se conhecia. Uma bitch.

O que estás a achar da direção desta nova temporada? Para onde vês isto ir?
No primeiro episódio o que concluí foi que vão passar por um mau bocado. De certeza pior do que aquilo que já passaram até agora. Mas vão safar-se. Vamos perder mais alguém, mas vamos ganhar outros. E outros como a Maggie vão evoluir de uma maneira espetacular. Estou com altas espectativas em relação a ela. Vejo o grupo de Ezekiel, Hiltop e Alexandria a apoiar-se no combate ao Negan.

Quais os mais assustadores, Zombies ou humanos?
Sem dúvida os humanos. E então com a ideia da Michone de andar om dois atrelados. Ou então suja a roupa com a porcaria deles, já não me faz impressão, mas no princípio só pensava nos respingos quando os matavam. E no cheiro, só dizia: o cheiro que deve tar ali. Vomitava-me toda.
E quando Walking Dead acabar, o que vai ser da Márcia?
Não sei. Acho que nunca mais vou gostar de nada como o WD. À exceção só de Breaking Bad. Mas não acho que se possam comparar, são diferentes.

Como achas que será o final da série?
Sinceramente não pensei muito nisso. O Rick pode morrer. A Maggie será uma líder. O Carl outro. Talvez cada um siga o seu caminho. Quanto ao Negan se calhar não morre, não sei ainda. O que vejo por agora são aquelas pequenas pistas que deram no primeiro episódio´.

Quanto tempo achas que duravas junto com o nosso grupo? Ainda estavas viva?
Tenho confiança que sim, aprendo rápido. E aquilo parece um jogo.

Por ultimo, que séries recomendarias? Já falaste em Breaking Bad. Mais alguma?
Game of Thrones. Adoro.


quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Doctor Strange - Criticas online

Então, o novo filme da Marvel acabou de sair do forno e já existem uma fila de criticas online. Esta não é a minha opinião (ainda não vi o filme), mas um apanhado do que dizem na Internet. Vejam para onde a balança cai:

O Positivo:

- Os actores, todos, como de esperado pelo seu historico, estiveram muito bem.

- Uma palavra para os efeitos especiais: espectaculares. Vejam-no em 3D.

- O elemento diferente, magia no universo cinematográfico da Marvel (certo, também o fizeram com Thor, mas isto vai muito mais além). Quem apreciar este novo caminho vai gostar e muito.


O Negativo:

- Uma historia de origem que não está à altura de, por exemplo, Batman Begins ou Ironman; verdade, estas também são as melhores. No fundo, podia ser mais bem estruturado



Resumindo: bom, mas não ao nível do melhor.

(Fontes: Chris Stukman; Beyond The Trailer; Shmoesknow)

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))