Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

sábado, 2 de janeiro de 2016

Kylo Ren é fraco?

A geekness sobe de nível quando eu tento responder à pergunta: Kylo Ren é fraco?
O novo vilão de Star Wars tem recebido o seu punhado de criticas, apesar de também ser o preferido de muitos fãs que dizem que é um vilão mais complexo de toda a saga (reservo esta opinião para quando vir o resto da trilogia). Numa galáxia onde existiu Darth Vader, Darth Maul e Darth Tyranus, Kylo Ren não está a ser visto como uma versão mais fraca. Bem, isso pode ser, mas será assim tão fraco?
Nos pontos abaixo dou a minha opinião:

1) Darth Vader era mais forte. Bem, em comparação com o Kylo Ren de The Force Awakens sim duh, Kylo Ren não é fraco, mas também não é um sith lord, onde só os mais fortes dos mais fortes do lado negro o são, a regra dos dois assim o exige (um para ter o poder e outro para o cobiçar), por amor de Deus, todo o objectivo da regra dos dois passa pelo aluno se tornar mais forte que o mestre e eventualmente o matar; selecção natural levada a extremos. Ele é no máximo um dark jedi, sem treino sith.

2) Foi vencido por dois novatos sem experiência. Fin não é um novato, é um stromtrooper com treino deste criança, e ainda mostrou as suas habilidades na luta contra um antigo irmão de armas, e venceu. E Rey mostrou ser uma guerreira bem capaz ao longo de todo o filme, é forte e não precisa de ninguém para lhe segurar a mão.

3) Como pode Rey ter ficado tão forte em tão pouco tempo quando Luke Skywalker teve, pelo menos, treino Jedi. A força trabalha de formas misteriosas. Luke Skywalker também só teve um dia e qualquer coisa com Obi-wan, e passou uns dias com Yoda, mal se pode chamar um treino, foi ao menos não convencional. Nas prequelas os jedis treinavam de tenra idade, treino que se alongava até depois da vida adulta.

4) Foi vencido facilmente. A esta afirmação eu digo: ele foi atingido com a arma de Chewbacka, que até ali tinha feito enormes estragos, e aguentou-se nos pés, mais, lutou ferido com o lado negro a inflamar-lhe. Kylo Ren também não tinha completado os seus ensinamentos do lado Negro, o supremo líder Snoke o diz no fim do filme.



2 comentários:

  1. Perdão, eu achei bem conveniente suas opiniões para compreender o estilo de Kylo Ren em Star Wars: The Force Awakens. Mas há algumas coisas que posso contradizer indo mais á fundo nessas afirmações, deixo elas aqui só para debatermos um pouco:
    - De certa forma, alegar que Kylo Ren não era um Lorde Sith pode chocar e ser resposta para sua "fraqueza" no filme, mas, porém, contudo, eu mesmo posso dizer que, o Lado Sombrio obscurece muito e domina muito alguém, tornando-a mais poderosa, isso é o que a Saga diz, em alguns de seus livros, e os próprios Sith dizem que deixar os Jedi e ir para o Lado Negro é como "quebrar correntes" - ou seja, mesmo com ganância, malevolência, e uma perversão ilimitada que os cega (O que tenta dizer Mace Windu) eles desfrutam de um caminho mais aberto, e mais 'livre' (não geralizando em sentido literal). Ora vejamos outros Jedi Negros, eles, mesmo não sendo Lordes Sith foram sempre abilidosos, e aqui deixo como grande exemplo Asajj Ventress, que segundo fontes nunca foi uma Lorde Sith, mas sempre permaneceu como Jedi Negra, e ela era uma adversária difícil para qualquer jedi, e MESMO assim sempre foi submissa e rebaixada pelo seu mestre, Conde Dookan, que não a considerava uma Sith. Bom, eu não consigo imaginar Asajj Ventress mesmo com treinamento longe de estar completo, nem sendo considerada Sith, depois de tudo o que ela se tornou com o Lado Sombrio, perdendo de um Ex-Stormtrooper (O que na teoria Finn era) e de uma sábia guerreira que não teria experiências em artes da Força. Além disso, não tenho muito conhecimento da arma de Chewbacca apresentada no ep.7, vejo que ela mudou dos outros filmes pra cá, contudo, Kylo Ren tinha um sabre em sua mão, e o que os fãs esperavam? O que qualquer Sensitivo á Força faria: Usaria seu sabre para defender (Kylo Ren segundo algumas outras fontes, seria conhecido como um dos maiores sensitivos a Força). Quanto á afirmação de que Darth Vader era mais forte - Á não ser que me fosse provado o contrário, na minha opinião é CLARO que Darth Vader é mais forte, como teria sido observado nos filmes, Anakin Skywalker, o escolhido, teria supostamente mais midi-chlorians (Episódio 1) que o Mestre Yoda, ele provou para o Alto Conselho Jedi ser alguém super sensitivo á Força e aí sim eu concordo, pois o escolhido, tem uma biologia inacreditavelmente superior ao Mestre do Templo (Isso não quer dizer ser mais sensitivo).
    - Além disso, é de se compreender também que, Luke, também teve de ter uma facilidade com a Força no Episódio 5 para pegar seu sabre de luz - com um dia de treinamento com Obi Wan e sem conhecer Yoda - Sim, o treinamento do próprio Obi Wan, porém, não vamos ousar dizer que o treinamento de Yoda teria sido pouca coisa para Luke, Afinal, como deve nos ser lembrado, Yoda ensinou em pouco tempo, mas ele ensinou TUDO que ele sabia ao Luke, afinal, o Luke seria a sucessão dele, mesmo em pouco tempo. Poderia até se dizer que Luke no episódio 5 não terminou seu treinamento e no episódio 6 Yoda não ensina nada a ele, porém, este mesmo disse antes de sua morte que o Teste Final (Os testes são a Tradição para completar treinamento, com excessão de alguns casos em que o Jedi prova ser capaz, por exemplo no episódio 1: Os Sith não eram vistos há centenas de anos, e quando um Sith aparece e mata seu mestre, Obi Wan o derrota, sendo apenas um Padawan, mas provando ser capaz, assim não precisou de teste) dele seria derrotar Darth Vader.
    Essa é minha opinião sobre essas justificações, podem ser observadas pelo passado de Star Wars. Pode me fazer outras alegações, assim estarei mais disposto a entender as falhas do vilão no filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Força é invulgarmente forte em você – folgo em sabê-lo.
      É sempre difícil comprar certos personagens, dizer que um é mais forte que outro quando muitas vezes nem partilharam o mesmo espaço ou tempo; baseamo-nos num conhecimento incompleto e é preciso ter noção disso. Dou-lhe um exemplo, depois do episódio I veio a pergunta: Darth Maul conseguia derrotar Vader? Como saber? Existiu um comic em que Vader defronta Maul (ou um sósia trazido com artes negras), o desfecho não vou estragar, mas nunca é absoluto, porque aqueles personagens não se conheceram (talvez agora aconteça em Star Wars Rebels).
      Os Sith, em teoria, são os mais poderosos do lado Negro, toda a sua doutrina da regra dos dois o obriga, só dois podem ser Sith, os mais fortes, estão acima dos dark Jedi e dos inquisidores, mas existem outras expressões do lado negro igualmente poderosas como as bruxas de Dathomir: Mãe Talzin, por exemplo, era uma rival de Palpatine. Você diz, e bem, que Ventress era poderosa, para além de ser uma assassina num tempo de guerra, ela teve imensa experiencia a lutar contra Jedis (algo que Kylo Ren não teve, já não existiam). Agora, como podemos afirmar que Ventress também não teria problemas com Rey e Finn? Mais uma vez relembro que são personagens desencontradas no tempo e espaço. Se Rey fosse, e é o que parece, muito poderosa com a Força, podia a surpreender; aliás, surpreender qualquer um.
      Kylo Ren parou um Lazer no ar, impressionante, intimidador, algo nunca antes visto, que eu me lembre. Contra Rey, antes da luta final, provou conseguir, com alguma facilidade, defletir os seus disparos (como deve um bom sensitivo da Força Jedi, Sith ou outro). Ele também provou, no interrogatório com Poe que tinha grandes poderes mentais, extraindo informação a um leal (e talvez o melhor) soldado da resistência, algo que Darth Vader não conseguiu no interrogatório com Leia - episodio IV; sim, verdade que Leia era uma sensitiva, mas não o sabia, isso até pode ser um ponto a favor de Rey, despertou a Força no interrogatório, coisa que Leia não.
      Esta nova geração ainda não atingiu todo o seu potencial, mas são poderosos.

      Eliminar

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))