Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Qual o melhor filme STAR WARS? 12 razões

As opiniões dividem-se maioritariamente entre o episódio IV (Uma Nova Esperança), porque foi o primeiro, o original, o que começou a historia, troce-nos algo que nunca existiu, e o episódio V (O Império Contra-Ataca) - o criticamente mais aclamado. Eu sou um dos felizes que viu a trilogia Star Wars ficar progressivamente melhor ao longo do tempo, por isso a minha escolha vai para o episódio VI (O Regresso do Jedi). Sim, existe alguma controvérsia sobre os Ewoks terem sido criados só para vender brinquedos (não confirmado), eu por mim gostei deles, acho que acrescentam mais a uma galáxia já rica em raças e personagens. A morte de Bobba Fett também não caiu bem, mas a mim, enquanto criança, ajudou-me a perceber que a morte pode acontecer em qualquer altura, é inesperada; algo que falta a muitos filmes, o efeito surpresa. 

Enumero então as minhas razões:

1) O Palácio de Jabba The Hutt, uma versão melhorada da cantina do episódio IV

2) O próprio Jabba, que nos é revelado (na versão original) só no Regresso do Jedi

3) Luke Skywalker como Jedi Night

4) O Rankor

5) O imperador, finalmente o vemos e não só num holograma

6) Ficamos a saber que Leia é irmã de Luke, filha de Darth Vader

7) A sequência incrível das Speeder Bikes

8) Uma Estrela da Morte maior

9) A melhor batalha espacial dos três filmes

10) O melhor duelo de lighsaber (o que estava em jogo nesse duelo)  

11) O confronto de pai contra filho

12) Vader é redimido

Por todas essas razões, Star Wars O Regresso do Jedi é o melhor filme Star Wars. É assim que o vejo e considero-me um sortudo por ver a trilogia só melhorar de filme para filme; esta é a minha opinião.

0 comentários:

Enviar um comentário

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))