Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

segunda-feira, 6 de março de 2017

Disneyland Paris - 10 MELHORES dicas

Olá, leitores.
Então, como alguns de vocês já sabem, se o leram, este ano eu realizei um dos meus sonhos, ir à Disney; e sim, foi tão ou mais maravilhoso do que eu imaginava, mas para garantir que assim o fosse, eu planeei a viagem, li, como estão agora a ler, alguns conselhos. A eles, para uma melhor experiência:






1) O Mapa: sim, eu ia adorar ser surpreendido, conhecer a Disney com olhos frescos, mas eu descobri que foi bem melhor, para aproveitar ao máximo o tempo, planear o meu dia a dia, ou ao menos ter uma directiva. Familiarizem-se com o mapa, podem o encontrar na Internet ou ir à vossa agência de viagem. Vejam alguns vídeos no youtube, familiarizem-se com alguns lugares que vão encontrar. Descobri que assim pude me deslocar com muito mais à vontade, sabia para onde ir e como melhor explorar. 

    2) Água:
    esta deve ser a dica mais recorrente que encontrei na minha pesquisa, e que você, leitor, se calhar também já a encontrou antes de aqui vir ler. Ir à Disney consegue ser dispendioso e se  for com um orçamento apertado, toda e qualquer poupança é bem vinda. Vai haver, por norma, muita caminhada dentro dos parques, e vai, sem duvida, vos dar sede, especialmente se levarem crianças. Vocês podem fazer uma garrafa de água de plástico durar pela estadia toda, existem fontes e torneiras publicas onde a podem encher.


    3) Comida: se forem como eu, vão estar num hotel com o pequeno almoço englobado; façam uso dele, podem facilmente fazer algumas sandes e levar com vocês dentro de, por exemplo, uma mochila. Isso pode, por um lado, poupar-vos tempo, não precisam deixar as atracções para ir almoçar, podem comer nas filas, e por outro lado, poupar-vos o dinheiro de uma refeição. As crianças podem se cansar facilmente, é, por tanto, importante combustível para as manter activas. Como não vão viver só de sandes mistas, o Macdonalds é ainda o lugar mais barato que encontram para comer, Earl Sandwish também gostei (muito saboroso e bonito) e dentro da Main Street (no parque da Disney) havia lá também um restaurante, que não lembro agora o nome, servia umas pizzas muito saborosas e o preço era acessível, dentro do que se encontra lá dentro.


    4) Desfile/parada das 17:30: Acreditem em mim quando vos digo: não o vão querer perder; e nem todas, ou quase, outras pessoas, isso encurtará dramaticamente as filas e o tempo de espera para as atracções, façam-no valer a pena, assim que o desfile terminar apressem-se para uma das atracções mais concorridas e desfrutem de uma fila bem menor.


    5) Fast Pass: Esta recomendo para as atracções de maior tempo de espera. Se é como eu e preocupa-o estar numa fila por uma hora, existe o Fast Pass (devidamente identificado em algumas atracções), você só terá de se dirigir a uma das máquinas, tirar um bilhete que lhe dirá um horário em que poderá voltar e passar à frente a todos na fila. 


    6) O Show à noite: Esta deve ter sido a minha parte preferida de toda a Disney, é, por falta de palavras melhores, mágico. É importante então um bom lugar, especialmente se estão com crianças e fica difícil para elas verem com tantos adultos à sua frente. Bom, ou vão aguardar muito cedo e conseguem um lugar mesmo à frente, ou vão, para onde eu achei ser melhor, para a vedação dos jardins, põem-se por trás, assim, não terão ninguém vossa frente, só flores, é como ver o show de um camarote. E acreditem, as vossas costas vão agradecer, noutro lugar os vossos filhos não vos vão parar de pedir para que lhes peguem ao colo. Existe também um show no Disney Studios que acontece uma hora mais cedo, podem, se quiserem, ver um num lado e correr para depois apanhar o outro.


    7) As Lojas: Itens a perder de vista, de todos os tamanhos e cores, consegue ser um pouco claustrofóbico, no entanto, estar lá com tanta gente, mas em certos horários, com menos gente, pode-se desfrutar muito melhor e apreciar com mais calma tudo o que têm. Acho que as horas de almoço e, definitivamente, à noite, é quando estão mais compactas. 


    8) Calçado: Explorar os parques implica andar, e andar muito, horas a fio em pé, tenho por tanto de aconselhar-vos um bom calçado.


    9) Oito Horas: Para o resto das pessoas os parques abrem à dez da manhã, o parque estúdios abre às dez da manhã, mas para os hospedes dos hotéis o Disneyland parque abre às oito horas, é uma boa oportunidade para o explorarem antes da enchente.  


    10) Divirtam-se: Esta deve ser a mais importante dica que vos posso dar, relaxem, desfrutem, não pensem demais, sintam. Tudo na Disney é lindo, não há para onde olhar e não se ver algo belo e diferente do quotidiano, aproveitem cada momento e garanto-vos que valerá a pena. 


    0 comentários:

    Enviar um comentário

    Tiago Dutra

    A minha foto

    Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
    Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
    Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
    Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
    Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

    Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
    Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))