Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

quarta-feira, 7 de junho de 2017

The Mummy - criticas online.


Despoletou finalmente o Dark Universe, que nos fará chegar uma vaga de filmes como, neste caso, a Mumia, Drácula, Dr. Jekyll and Mr. Hyde, The Inviseble Man, etc.
Sinopse: Uma antiga rainha mumificada é acordada nos tempos actuais e espalha a sua maldade pelo oriente e as ruas de Londres.


O Positivo:

- Tom Cruise entrega-se em todos os filmes que entra, aqui não é diferente. Se gostam dele, vão gostar aqui também. É um actor muito carismático.

- Os visuais. Os visuais são muito interessantes e criam uma experiência cinematográfica agradável.

- Sofia Boutella e a sua interpretação como a múmia.


O Negativo:

- Demasiada exposição. A base da narrativa é mostrar invés de dizer, mas aqui parece que fazem uma pausa no filme a cada dez minutos para nos dizer o que está a acontecer ou porque está a acontecer.

- Lembrem-se, este é potencialmente o primeiro filme de uma nova vaga de filmes de monstros, e "The Mummy" preocupa-se demasiado em ser a base para outros filmes, invés de um bom filme independente. Primeiro objectivo: ser um bom filme e depois, só depois, fazer de trampolim para outros filmes.

- Diferentes tons, sério e cómico, não sabe bem o que é. E a comédia nem sempre acerta.


Em Suma: uma entrada de pé esquerdo neste Dark Universe que estão a tentar criar. 


(Fontes: Shmoes know; Chris Stuckmann; Jeremy Janhs)

0 comentários:

Enviar um comentário

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))