Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

segunda-feira, 26 de junho de 2017

War for The Planet of The Apes - CRITICAS online

Uma das melhores trilogias?
Viva, geeks. Finalmente guerra aberta, ou pelo menos uma batalha pomposa. Todos sabemos o destino da humanidade neste filmes; no entanto, isso não os torna menos interessantes, bem pelo contrário. Num mundo onde as "prequelas" tem uma má reputação, esta trilogia é a prova de que existe uma excepção para cada regra.
Sinopse: num lado a luta pela sobrevivência da espécie, no outro: vingança. Homem contra macaco.

O Positivo

- O motion capture. Uma trilogia que esticou sempre a tecnologia. Acredita-se que estes macacos são mesmo reais.

- As actuações. Fala-se outra vez numa nomeação aos oscar (que ainda não aconteceu), mas não só, fala-se do bom papel dos actores secundários: Bad Ape sendo o mais mencionado

- O filme não só nos entrega bons visuais e acção, cria-nos empatia com as personagens. A linha entre o bem e o mal não é assim tão bem delineada; ou ao menos percebe-se as motivações.

- Um filme que mantém o nível de qualidade dos outros dois Sendo este o vosso preferido ou não, está à altura dos dois primeiros. Para alguns, é já uma das melhores trilogias alguma vez feitas.


O Negativo 

- Uma quebra de ritmo no segundo acto que pode não ir ao encontro do gosto de todos.



Em suma: uma boa conclusão para o que se acredita ser uma trilogia solida.

(Fontes: Beyond The Trailer; Jeremy Janhs; ShmoesKnow; Chris Stukmann)

0 comentários:

Enviar um comentário

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))