Sponsor Advertisement

Labels

Ads 468x60px

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Warcraft - As Criticas

Será que um filme que tem nas costas mudar a opinião sobre as adaptações de video-jogos, geralmente maus, consegue ser bom?
Este é um apanhado das primeiras criticas online.
Nota: não é a minha opinião (ainda não vi o vi).


O Positivo:

- Descansem os mais pessimistas, o CGI, que o filme é fortemente apoiado, está bom, mais que bom, está otimo. Depois dos primeiros minutos sente-se que somos transportados para aquele mundo.

- Os Orcs: as suas motivações são claras e o filme puxa boas actuações dos actores no motion capture, a de Toby Kebbell em especial (Durotan).

- Muitos easter eggs que vão deixar os fãs contentes.


O Negativo:

- O casting na parte dos humanos podia ser melhor, alguns actores não encaixam nas suas personagens ou não têm presença para carregar um filme assim.

- O filme serve bem os fãs, como já disse no positivo, é para eles que este filme é feito, são eles que o vão apreciar melhor, também deve atrair os que gostam do género de fantasia, mas é pouco apelativo, adivinha-se, para o publico em geral.

- A narração é pouco coerente e coesa, mais uma vez, para os que não estão tão por dentro de Warcraft


Em resume: Um filme bom, de bom entretenimento, que tinha potencial para mais, mas que não atingiu aquele nível de espectacular.

2 comentários:

  1. Muito obrigado por estas palavras, velho amigo. Realmente foi ótimo ler isso após aquele último desastroso trailer que vimos...

    ResponderEliminar

Tiago Dutra

A minha foto

Quantas vezes ouvi: "Já não tens idade para isso". E enquanto me tentava encaixar no que julgavam certo, largava o que era certo para mim, uma luz foi-se extinguindo. Foi só quando me aceitei por quem sou: um geek, que abracei a imaturidade dentro do meu corpo já adulto, é que me permiti ficar mais solto, ganhar liberdade, ser mais feliz. 
Eu gosto de comics, adoro cinema, aprecio arte de fantasia, adoro escrever, primeira paixão foi a TV, ainda vejo animação, gosto de historia: meus escapes. 
Ser geek não é usar óculos e ser franzino, esse é o estereotipo, ser geek é viver com paixão aquilo que gostamos; podemos todos ser geeks. 
Dar asas à minha imaginação e criatividade, ser eu mesmo,permitiu-me realizar sonhos: publiquei o livro “Terra Antiga o Duelo”; participei no livro “Contos ao Vento”. Minha primeira experiência na blogosfera: pensamento-indescoberto. Entrei nos Workshops de Pedro Chagas Freitas; tenho também um canal no youtube com o mesmo nome que este blogue.
Posso estar a envelhecer, mas enquanto me deixar ser imaturo, posso também, de uma maneira, ser jovem para sempre.

Geek Azores youtube (videos pessoais geek)
Geek azores blog (assuntos geek, escapes À realidade))